Síndrome do Túnel do Carpo

Síndrome do Túnel do Carpo (STC) é o conjunto de sinais e sintomas constituídos por dor, dormência, formigamento (que ocorre nos dedos inervados pelo nervo mediano - polegar, indicador, médio e metade do anular) e falta de força causados pela compressão do nervo mediano a nível do punho. Esses sintomas pioram durante à noite e ao despertar pela manhã.

SÍNDROME DO TÚNEL DO CARPO
SÍNDROME DO TÚNEL DO CARPO


O diagnóstico é feito pelo exame do médico através das queixas apresentadas pelo paciente e também por testes específicos como eletroneuromiografia. A perda de sensibilidade nos dedos pode causar dificuldade de diferenciar frio ou calor e a fraqueza nos dedos pode causar quedas de objetos na tentativa de segurá-los pela mão (na base do polegar existe a musculatura tenar que também é inervada pelo nervo mediano - no estágio avançado de compressão pode ocorrer a atrofia desse músculo causando fraqueza no movimento de pinça e inabilidade do paciente mobilizar o polegar contra os outros dedos da mão).

A STC ocorre principalmente em mulheres após a menopausa mas também por patologias como artrite reumatóide, diabetes, fratura do punho mal consolidada, hipotireoidismo e gravidez. O uso abusivo do punho e mão em atividades manuais de força podem aumentar os sintomas da STC (porém não está provado que possa causá-los).

SÍNDROME DO TÚNEL DO CARPO

SÍNDROME DO TÚNEL DO CARPO


O tratamento na fase inicial da doença é sem cirurgia (conservador) com o uso de talas removíveis pré-moldadas que mantém o punho em leve extensão além do uso de medicamentos anti-inflamatórios e infiltração local.

É indicado tratamento cirúrgico quando não houve sucesso do tratamento conservador (lembrar que atrofia da musculatura tenar é indicativo de tratamento cirúrgico).

SÍNDROME DO TÚNEL DO CARPO
SÍNDROME DO TÚNEL DO CARPO


A melhora dos sintomas e retorno às atividades diárias são dependentes de uma adequada técnica cirúrgica para descompressão do nervo mediano.
PARA SABER MAIS SOBRE O ASSUNTO OU ESCLARECER SUAS DÚVIDAS, MANDE UM E-MAIL: neurocranioecoluna@yahoo.com.br